Fascículo 1
Ciências Humanas e suas Tecnologias
Começar
 
Qual o seu nome? *

 
Qual o número do seu telefone? *

 
Ciências Humanas e suas Tecnologias

Tendo em vista o crescimento do número de inscritos no ENEM a cada ano, elaboramos o Projeto ENEM com o intuito de estimular e orientar a prática para o Exame. Afinal, com a nota do ENEM é possível candidatar-se a vagas em instituições públicas de ensino superior e técnico e a programas do Governo, como o Programa Universidade para Todos (Prouni) e o Fundo de Financiamento Estudantil (Fies), e, recentemente, concorrer a vagas em algumas universidades de Portugal.

O projeto é constituído de fascículos que abordam as quatro áreas do conhecimento cobradas no ENEM: Linguagens, Códigos e suas Tecnologias; Matemática e suas Tecnologias; Ciências Humanas e suas Tecnologias e Ciências da Natureza e suas Tecnologias. Todas as 30 competências e as 120 habilidades correspondentes às áreas do conhecimento serão trabalhadas e direcionadas para um melhor entendimento do projeto pedagógico.

Neste primeiro fascículo, trataremos das habilidades contidas nas competências 1 e 2 da área de Ciências Humanas e suas Tecnologias, sendo todos os exercícios elaborados de acordo com os critérios estabelecidos pelo Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep).

De acordo com a Matriz de Referência ENEM, a competência de área 1 visa compreender os elementos culturais que constituem as identidades. Nessa competência, estão contidas cinco habilidades assim apresentadas: interpretar historicamente e/ou geograficamente fontes documentais acerca de aspectos da cultura; analisar a produção da memória pelas sociedades humanas; associar as manifestações culturais do presente aos seus processos históricos; comparar pontos de vista expressos em diferentes fontes sobre determinado aspecto da cultura e identificar as manifestações ou representações da diversidade do patrimônio cultural e artístico em diferentes sociedades.

A competência de área 2 tem o objetivo de compreender as transformações dos espaços geográficos como produto das relações socioeconômicas e culturais de poder. Nessa competência, estão contidas cinco habilidades: interpretar diferentes representações gráficas e cartográficas dos espaços geográficos; identificar os significados histórico-geográficos das relações de poder entre as nações; analisar a ação dos estados nacionais no que se refere à dinâmica dos fluxos populacionais e no enfrentamento de problemas de ordem econômico-social; comparar o significado histórico-geográfico das organizações políticas e socioeconômicas em escala local, regional ou mundial e reconhecer a dinâmica da organização dos movimentos sociais e a importância da participação da coletividade na transformação da realidade histórico-geográfica.

Esperamos, assim, ajudar os estudantes a conquistar a sua entrada nas universidades, ampliando a sua visão de mundo e desenvolvendo habilidades diversas, contribuindo efetivamente com o seu desenvolvimento global.

Bom proveito, {{answer_56449211}}!
 
*

 
*

 
Questão 1
A língua deste gentio, toda pela costa, é uma: carece de três letras – não se acha nela F, nem L, nem R, cousa digna de espanto, porque assim não têm Fé, nem Lei, nem Rei; e desta maneira vivem sem justiça e desordenadamente.
Estes índios andam nus sem cobertura alguma, assim machos como fêmeas; não cobrem parte nenhuma de seu corpo, e trazem descoberto quanto a natureza lhes deu. (...). Não há como digo entre eles nenhum Rei, nem justiça, somente cada aldeia tem um principal que é como capitão, ao qual obedecem por vontade e não por força; (...) [e que] não castiga seus erros nem manda sobre eles cousa contra sua vontade.

Sobre a sociedade indígena e suas práticas com os portugueses no período colonial brasileiro, é possível inferir corretamente que *

GANDAVO, Pero de Magalhães. Tratado da terra do Brasil: história da província de Santa Cruz. Belo Horizonte / São Paulo: Itatiaia/Edusp., 1980.

 
Questão 2
Como Colombo pode estar associado a estes dois mitos aparentemente contraditórios, um em que o outro é um “bom selvagem” (quando é visto de longe), e o outro em que é um “cão imundo”, escravo em potencial? É porque ambos têm uma base comum, que é o desconhecimento dos índios, a recusa em admitir que sejam sujeitos com os mesmos direitos que ele, mas diferentes. Colombo descobriu a América, mas não os americanos.
*

TODOROV, Tzvetan. A conquista da América: a questão do outro. São Paulo, Editora WMF Martins Fontes, 2010, p. 68-69.
A visão de Cristóvão Colombo, em relação aos indígenas americanos, pode ser explicada pelas ciências sociais a partir do conceito de

 
*

 
Questão 3
(...) o suplício faz parte de um ritual. É um elemento na liturgia punitiva, e que obedece a duas exigências. Em relação à vítima,
ele deve ser marcante: destina-se, ou pela cicatriz que deixa no corpo, ou pela ostentação de que se acompanha, a tornar infame aquele que é sua vítima; o suplício, mesmo se tem como função ‘purgar’ o crime, não reconcilia; traça em tomo, ou melhor, sobre o próprio corpo do condenado sinais que não devem se apagar; a memória dos homens, em todo caso, guardará a lembrança da exposição, da roda, da tortura ou do sofrimento devidamente constatados. E pelo lado da justiça que o impõe, o suplício deve ser ostentoso, deve ser constatado por todos, um pouco como seu triunfo. *

FOUCAULT, Michel. Vigiar e punir: história da violência nas prisões. Editora Vozes, 27a edição, p. 37.

Analisando o fragmento de texto acima, é possível inferir, acerca da relação entre suplício e memória, que

 
Questão 4

Meu Deus, mas para que tanto dinheiro
Dinheiro só pra gastar
Que saudade eu tenho do tempo de outrora
Da vida que eu levo agora
(...) No tempo dos “derréis” e do vintém
Se vivia muito bem, sem haver reclamação
Eu ia no armazém do seu Manoel com um tostão
Trazia um quilo de feijão
Depois que inventaram o tal cruzeiro
Eu trago um embrulhinho na mão
E deixo um saco de dinheiro
Ai, ai, meu Deus (...) *

A música Saco de feijão, gravada pela sambista Beth Carvalho, refere-se

 
*

 
Questão 5

TEXTO I

“Praticar o espiritismo, a magia e seus sortilégios, usar de talismãs e cartomancias para despertar sentimentos de ódio ou amor, inculcar cura de moléstias curáveis e ou incuráveis, enfim para fascinar e subjugar a credulidade pública”, como diz o artigo 157 do Código Penal de 1890, eram práticas condenadas pela lei e pela própria crença da sociedade no Brasil republicano. Desde a promulgação deste Código Penal, e ao longo do século XX, inúmeros acusados de serem maus espíritas, macumbeiros ou pais e mães de santo foram levados à prisão em quase todos os estados da federação (...)

TEXTO II
O arsenal da macumba: os objetos de feitiçaria recolhidos pela polícia ao longo do século XX formaram grandes coleções de magia e mostram como a sociedade se relaciona com as suas crenças. *

Por Yvonne Maggie, 19/9/2007 (Revista de História da Biblioteca Nacional).

Sobre as práticas de rituais religiosos e de feitiçaria no Brasil, é correto afirmar que

 
Questão 6
Festa do Pau da Bandeira de Barbalha é registrada como patrimônio imaterial

 
Misto de cultura popular e fé católica, a Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha, município do Sul cearense, entrou para a lista das celebrações registradas como patrimônio imaterial brasileiro.
No Nordeste, a Festa do Pau da Bandeira está no mesmo nível do Bumba Meu Boi, no Maranhão, das festas de Sant’Ana de Caicó, no Rio Grande do Norte, e do Senhor Bom Jesus do Bonfim, na Bahia.
Os festejos de Santo Antônio remontam ao fim do século XVIII e se relacionam à própria origem da cidade de Barbalha, com a construção de uma capela em devoção ao santo. Atualmente, as celebrações duram 13 dias (de 31 de maio a 13 de junho, Dia de Santo Antônio) e tem como ponto alto o carregamento e hasteamento do Pau da Bandeira, sempre no domingo mais próximo do dia 31 de maio.
A tradição do Pau da Bandeira começou em 1928. Trata-se do tronco de uma árvore previamente escolhida, simbolizando a promessa e a devoção ao santo casamenteiro. Os carregadores formam uma espécie de irmandade e centenas de homens se revezam para levar o pau sobre os ombros por cerca de 6 quilômetros até a frente da Igreja Matriz de Barbalha, onde é hasteado com a bandeira de Santo Antônio, numa demonstração de força e fé.

Disponível em: http://agenciabrasil.ebc.com.br. Acesso em: 18 maio 2016.

 
O tombamento da Festa do Pau da Bandeira de Santo Antônio de Barbalha pode ser justificado pela(o) *


 
*

 
Questão 7

Documento 1

O mecenato é originariamente uma prática de estímulo à produção cultural e artística, que consiste no financiamento de artistas e de suas obras. Além disso, os artistas passavam a viver exclusivamente desse incentivo, ganhando ainda proteção política e prestígio social.

Documento 2

A melhor banda de todos os tempos da última semana

Quinze minutos de fama
Mais um pros comerciais
Quinze minutos de fama
Depois descanse em paz
O gênio da última hora
É o idiota do ano seguinte
O último novo-rico
É o mais novo pedinte
(...)
Os bons meninos de hoje
Eram os rebeldes da outra estação
O ilustre desconhecido
É o novo ídolo do próximo verão (...)

*

Titãs

A análise dos documentos acima permite concluir que

 
Questão 8

 
Tomando como referência a diversidade cultural regional, inferimos comparativamente que *


 
*

 
Questão 9

“Caminhada com Maria” é declarada
patrimônio cultural imaterial do Brasil

A Caminhada com Maria foi declarada patrimônio cultural imaterial do Brasil por sanção da presidente da República ao Decreto de Lei do Congresso Nacional. A Lei no 13.330 que passa a valer a partir da data de sua publicação tem como objetivo “reconhecer a importância da Caminhada com Maria, como forma de expressão do patrimônio histórico-cultural-religioso brasileiro”.
“Estamos trabalhando para a Caminhada com Maria deste ano que tem uma razão a mais para ser especial por estar dentro das comemorações do Jubileu Centenário de nossa Arquidiocese. A declaração da Caminhada como patrimônio cultural imaterial faz eco ao que o povo de Fortaleza, a segunda capital mais católica do País, já havia declarado através de seu testemunho público de fé”, comenta padre Rafhael Maciel, membro da Comissão organizadora do evento.
A Caminhada com Maria também consta no calendário oficial de eventos do município e do estado, aparecendo na lista de eventos de turismo religioso do País, do Ministério de Turismo. O evento reúne mais de 1 milhão de católicos por edição. [...]

Disponível em: <www.opovo.com.br>;.
 
A Caminhada com Maria passa a compor a lista de bens imateriais brasileiros em que também está presente a(o) *


 
Questão 10

A historiografia data a origem da cartografia na Grécia antiga, berço da civilização ocidental, onde (...) os gregos construíram um valioso patrimônio geográfico, cartográfico e histórico. Segundo Isa Adonias e Bruno Furrer: “Aos gregos devem-se a concepção da esfericidade da Terra, as noções de polos, equador e trópicos, o conhecimento da obliquidade da eclíptica, a idealização dos primitivos sistemas de projeção, a introdução das longitudes e latitudes, e o traçado dos primeiros paralelos e meridianos”. (...)
Apesar da historiografia datar a origem da cartografia científica nos séculos XIII e XIV, sua produção antecede a das cartas-portulanos. Cláudio Ptolomeu, astrônomo/astrólogo, geógrafo e matemático, data o início da cartografia científica, mas, também, o fim do impulso grego e alexandrino na cartografia antiga. (...)

Mendonça, Ana Teresa Pollo. Por mares nunca dantes cartografados: a permanência do imaginário antigo e medieval na cartografia moderna dos descobrimentos marítimos ibéricos em África, Ásia e América através dos oceanos atlânticos e índico nos séculos XV e XVI. Tese de Doutorado, PUC-Rio, 2007. Disponível em: http://www.maxwell.lambda.ele.pucrio.br/Busca_etds.php?strSecao=resultado&nrSeq=10814@1 (adaptado).
 
Acerca da cartografia e de seus conhecimentos, podemos inferir
corretamente que *


 
*

 
Questão 11

Observe o esquema a seguir.

 
Na representação cartográfica, faz-se uso da escala estabelecendo a razão entre a distância no mapa e a distância no terreno.
Considerando o esquema acerca da escala cartográfica, pode-se inferir que *


 
*

 
Questão 12

A imagem mostra o “cogumelo” se erguendo sobre a cidade de Hiroshima, após a queda da bomba atômica.

 
Em 6 de agosto de 1945, o exército dos Estados Unidos lançou uma bomba nuclear sobre a cidade de Hiroshima, no Japão, três meses após a rendição da Alemanha nazista na Segunda Guerra Mundial. Dias depois, em 9 de agosto [1945], uma nova bomba foi lançada, desta vez em Nagasaki.
O lançamento das bombas em Hiroshima e Nagasaki *


 
*

 
Questão 13

 
O mapa mostra a origem e o destino de grandes fluxos migratórios ocorridos no Brasil ao longo de sua história motivados pelo(a) *


 
*

 
Questão 14

Analise os seguintes fragmentos.

TEXTO I
A Conferência de Bandung, de 1955, debateu o problema da paz e da cooperação mundial e levantou uma profunda preocupação com o estado de tensão internacional da época. A Conferência defendeu uma política baseada na autodeterminação dos povos e no respeito à soberania e integridade territorial de todas
as nações.

TEXTO II
A crise econômica, desencadeada em meados da década de 1970, levou muitos países a adotar um modelo de Estado capaz
de garantir o controle monetário e de romper o poder dos sindicatos. Assim, a estabilidade financeira, por meio de uma disciplina orçamentária e da contenção dos gastos sociais, passou a ser a tônica de vários governos.

Comparando o significado histórico geográfico das organizações políticas e socioeconômicas representadas, os textos I e II referem-se, respectivamente, *


 
Confira sua respostas

 
Resoluções

01 C
Parte dos europeus conquistadores da América acreditava que os grupos sociais que aqui viviam eram menos capacitados para atividades intelectuais, sendo um grupo evolutivo menos desenvolvido.

02 D
O comportamento de Colombo era pautado em juízos de valor oriundos de seus próprios valores culturais, considerados corretos e superiores aos dos indígenas, caracterizando, assim, o etnocentrismo.

03 D
A visão construída em torno da tortura dá uma intensidade maior ou menor à sua prática. Encarada como aplicação necessária da justiça ou como arbitrariedade de autoridades, a aplicação da tortura atinge dimensões diferentes no imaginário coletivo, tanto quanto na concepção individual de torturador e de torturado. Muitas vezes, ao longo da história, pessoas supliciadas ao flagelo da tortura não eram poupadas sequer após a morte, quando seus corpos ainda passavam por rituais de flagelação, incineração, retaliação, entre outros. Trazer a marca no corpo, pois, seria eternizar na alma a lembrança e a dor de um poder sempre presente a atuar contra aqueles de menor autoridade.

04 A
A música refere-se ao processo inflacionário que destrói o poder de compra da moeda: “Eu trago um embrulhinho na mão e deixo um saco de dinheiro”.

05 D
É importante lembrar que essas religiões foram perseguidas e criminalizadas no Brasil por muito tempo. A Constituição de 1824 estabelecia o catolicismo como religião oficial, permitindo a manifestação de outras crenças desde que no âmbito privado. A Constituição de 1988, por sua vez, estabelece que o Brasil é um país laico, o que significa que o Estado em si não pode adotar, incentivar ou promover qualquer religião.

06 A
A festa remonta a práticas religiosas antigas que se arraigaram na região do Cariri, relacionada a devoções locais que expressam identidades religiosas vinculadas a expressões de um catolicismo popular.

07 B
Ambos os documentos relacionam-se à prática do mecenato, o patrocínio dos artistas. O primeiro estabelece sua definição, e o segundo faz uma crítica à música de consumo, em que a fama é passageira e resultado dos investimentos dos empresários.

08 A
O ofício artesanal e a cultura culinária estão associados ao processo de reconhecimento de uma identidade local, em que o artesanato e a gastronomia estão associados na produção de uma cultura imaterial e material que revela particularidades
locais, as quais acabam formando um patrimônio nacional.

09 D
A Feira de Caruaru (PE) representa práticas e saberes arraigados na identidade dos moradores daquela região, enquanto os demais itens correspondem a bens materiais e um bem natural.

10 A
Refletir sobre a história da cartografia ocidental é pensar a circulação dos saberes náuticos desde o início de seu registro com os gregos, que influenciaram fortemente o período das Grandes Navegações, a partir do qual foram incorporadas novas rotas comerciais e o continente americano à realidade europeia.

11 E
A escala de um mapa é a relação constante que existe entre as distâncias lineares medidas sobre o mapa e as distâncias lineares correspondentes medidas sobre o terreno. O menor valor de um denominador implica uma maior riqueza de detalhes, sendo a escala D a mais apropriada para mapas de planejamento urbano. Na escala 1:1 000 000, o lado do quadrado é 80 000 000 mm, que corresponde a 80 km. Logo, a área do quadrado será (80 km) 2 , que é igual a 6 400 km 2 .

12 E
As bombas lançadas sobre as cidades de Hiroshima e Nagasaki precipitaram a rendição do Japão às forças aliadas, encerrando a Segunda Guerra Mundial. O bombardeio norte-americano promoveu sua ascensão geopolítica de líder mundial e acirrou a corrida armamentista na disputa com a União Soviética. As duas potências envolvidas em confronto nuclear passaram a disputar a influência política, econômica
e ideológica em todo o mundo. 

13 C
Nas últimas décadas, o crescimento industrial, o seu processo de descentralização, a política de integração nacional com a expansão da malha viária, a expansão da fronteira agrícola para o Cerrado e a Amazônia, as políticas de povoamento da Amazônia implementadas pelos militares nas décadas de 1960
e 1970 e a ausência de políticas agrárias capazes de fixar o homem no campo foram os principais fatores motivadores dos grandes fluxos migratórios ocorridos no Brasil.

14 C
O texto I refere-se à descolonização de países da África e da Ásia, um dos temas debatidos na Conferência de Bandung, em
1955. O texto II trata da crise dos anos 1960 e da necessidade de reduzir os gastos públicos impulsionando países a estabelecer a ideia do Estado mínimo, tendo a gênese no Chile, onde foi determinado o neoliberalismo.

A Tribuna do Norte lhe deseja boa sorte no ENEM 2017
Continue seus estudos